Passei cinco dias participando de uma experiência de imersão no Vale do Silício e a transformação que isso causou em mim é imensurável.

Eu estava preparada para ver muita inovação e tecnologia e até mesmo para me deparar com um ambiente diverso e descolado, mas eu não estava preparada para o alto nível de humanidade, respeito e propósito real de fazer a diferença na vida dos outros.  

O Vale do Silício já cresceu tanto que hoje é chamado de Bay Area, pois ocupa toda a baía de San Francisco e o número de empresas de sucesso, mas principalmente empresas disruptivas é impressionante!
 

 

A diversidade é um dos principais ingredientes, e pra eles isso não é um dado tipo “cotas”, isso está no DNA de cada pessoa, atualmente 51% das pessoas que lá vivem não são americanas, estima-se que são falados 62 idiomas diferentes. Conseguem mensurar a riqueza de opiniões e visões do mundo que isso gera?

E a contribuição global que isso traz para as soluções de negócios?
 

 

Outro toque especial do Vale, colaboração e competitividade ao mesmo tempo. Sim!

Fiquei impressionada ao perceber quanto essas duas características a princípio antagonistas convivem muito bem no ecossistema da inovação.

 

Zona de conforto é pior que veneno, por isso conviver com tantas pessoas de lugares e culturas diferentes, por isso eles s se colocam em situação de teste e de falha constantemente e por isso as soluções que nascem lá são pensadas de forma global e assim tem impacto na vida de tantas pessoas.

Lá temos a máxima maravilhosa do “fail fast, fail often”, a cultura da falha e do erro como agregador e fator de aprendizado e não como fracasso.

Um ambiente que acumula hoje 25% do capital de risco do mundo e 50% do capital de risco dos USA, diversidade, colaboração paralela a competitividade, objetividade e velocidade paralelas a busca de soluções globais focadas em pessoas, só pode ter como resultado o surgimento de tanta disrupção e revolução para o mundo!

Eu volto cheia de ideias, cheia de alegria pela certeza que muitas das minhas crenças foram confirmadas, e cheia de gás para reconstruir as crenças que foram derrubadas!

A minha experiência no Vale foi de amor, aprendizado e muita inspiração!